Receptáculo

Sou um corpo cansado que aprisiona uma mente velha. Já passei por demasiado na vida, por isso vem comigo apenas se gostas de restos. Achas que sou misterioso, mas se estás à espera de descobrir o que está dentro da minha cabeça, pode ser que tenhas de esperar para sempre. Achas que no fundo tenho algo surpreendente e original para mostrar, mas sou profundamente superficial e tenho horizontes muito estreitos. Não sou o teu príncipe encantado, por isso não esperes atos heroicos, altruístas ou de bravura, porque quando precisares de ajuda nem sequer te vou atender o telefone.

 

Não sou um solteiro apetecível, nem te estou a pedir em namoro, na realidade vais ficar em apuros se eu te começar a tocar e mexer e agarrar. Nunca te prometi nada, nem quero que penses que vou estar contigo no futuro. Não sei o que vou fazer amanhã, mas sei que não vou querer que me digam o que fazer depois de amanhã. Só posso ser aquilo que tu queres que eu seja agora mesmo.

 

A minha moralidade é flexível e a minha inteligência é muito limitada, por isso não vais querer que me vejam contigo. Tenho medos que me impedem de divertir e sei que não vou gostar dos teus amigos. Se queres partilhar a tua vida, deves escolher alguém que esteja vivo. Se queres alguém para conversar, deves ficar com quem te queira ouvir e não te queira desrespeitar. Eu não estou à procura de uma relação, quero apenas um receptáculo.

publicado por Dita Dura às 17:38 | link do post | comentar